9 de mai de 2011

Plural

No jornalismo não se usa adjetivos, ouvi há pouco
E eu que gosto tanto deles, me vi novamente sem pátria
Isso porque o tempo é meu principal companheiro e ele me adjetiva, na medida em que me significa e eu a ele
Mas sendo assim, penso que posso adjetivar palavras sem pátria
Sem definições fechadas ou enquadramentos, palavras, apenas
Adjetivá-las até substanciar sua existência em mim, torná-las coisa, substância, não necessariamente palpáveis nas mãos, mas antes no olhar
Então o mundo é um grande adjetivo, mesmo sendo verbo-substanciado... e cabe na palma do meu olhar
Ou isso, ou não serei jornalista...

Nenhum comentário: