5 de ago de 2013

Diz

Corpo, morada do aconchego.
Saudade, morada da distância.
Quietude.
Cômodos outros, tantos.
Estranhos casos, mesmos.
Estranhamentos.
Sem palavras, textos, nexos...
Só distância.

Nenhum comentário: